8.8.14

BRANDS | Mango - Catálogo Fall'14

Ao longo deste Verão (se é que se pode chamar assim), a Mango tem vindo a soltar uns pauzinhos daquilo que viria a ser a coleção de Outono deste ano e, recentemente, a marca soltou-os todos e divulgou o Catálogo de Outono'14. O catálogo apresenta algumas fotos e peças já bem nossas conhecidas e divulgadas aqui - que fizeram parte do Pre-Fall - e é muito rico em modelos, fazendo parte dele nomes como Anja Rubik, Daria Werbowy, Edita Vilkeviciute, entre outras.


O catálogo para este Outono da Mango, ao contrário do que é usual, encontra-se dividido em 9 partes6 delas de roupa ready-to-wear e as restantes de acessórios e calçadoroupa desportiva e roupa interior. A primeira parte tem como protagonista Daria Werbowy, supermodelo de descendência ucraniana, que foi considerada pela Forbes, em 2008/09 a oitava modelo mais bem paga do mundo e ocupa a terceira posição da lista de modelos ícones divulgada pelo models.com. O cenário da sessão fotográfica é um região censitária localizada em Hamptons, no estado de Nova Iorque.


Não se pode negar que a malha é o grande destaque desta primeira parte do catálogo, encontra-se em  variadas peças, como, por exemplo, casacos, camisolões, cachecóis e sobretudos e é usada de forma a criar muito volume e dimensões muito grandes.


No lugar da pele é utilizado poliéster que cria o mesmo efeito - o efeito de pele - e, para ser sincera, acaba por ser mais interessante na medida em que é permitido criar padrões e texturas com a mesma. Esta é, então, utilizada em casacos, coletes e calças.


É de notar que há a utilização do chamado "efeito cebola" e é, também, neste aspeto que aprecio a Mango: é uma marca realista e dá-nos aquilo que precisamos no Outono, isto é, agasalhos e roupa quente. Ao contrário de outras marcas que em pleno Inverno, ainda vendem T-shirts.


Edita Vilkeviciute volta para mais uma sessão fotográfica. A modelo lituana de 25 anos já tinha surgido no lookbook EDITA Backyard Playground Preview'14, presente neste Catálogo Fall'14. O monocromatismo, introduzido nas coleções anteriores da Mango, mantém-se sob o título "Graphic Minimalist" que apela ao minimalismo das peças e looks.


A viscose e a poliamida, tecidos elásticos e adaptáveis, estão presentes para dar conforto ao cliente. Mal se nota o padrão quadriculado que surge envergonhado numa camisola e numa calça. A verdade é que este padrão, já surgido no Lookbook de Maio, nao chegou para ficar, tratando-se, assim, da sua tentativa depois de uma falhada.


Às cores da paleta negra junta-se um vermelho muito vivo e elegante que me fez considerar o meu juízo de valor, há tantos anos feito, acerca da cor. O vermelho regressa e talvez me seduza a comprar uma peça, nem que seja a camisa. Outra peça que acho bastante interessante é a camisola de algodão com textura às riscas, disponível em vermelho, branco e preto. Talvez a branca apareça por magia no meu guarda-roupa.


Tal como o nome indica, não existem fotos individuais, isto é, as modelos surgem quase sempre juntas com o propósito de haver coesão entre as roupas que estão a vestir. Estou a falar de Zuzanna Bijoch, Anais Mali, Antonina Petkovic e Joséphine Skriver que se juntaram para criar uma "Group Picture".


A linha é  bastante profissional, tratando-se de peças indicadas para a mulher trabalhadora e que dá poder e imagem às fêmeas que lutam pelo fim da discriminação no universo do trabalho destinado aos machos. Daí predominar as cores preto e cinza e os tecidos grossos que não deixam escapar nenhum pedaço de pele a fim de evitar que a mulher seja desejada como uma presa na sala de reuniões do escritório repleto de predadores.


Surgem outras cores como, o azul e o vermelho e outros estilos como o desportivo, o estilo boyfriend com as calças de ganga largas e rasgadas e, ainda, o estilo militar com cores, padrões e formas que fazem referência à tropa. Vale a pena, ainda, destacar a camisola com a definição de selfie e outra com um comentário acerca da front-row.


Iselin Steiro, modelo norueguesa de 28 anos, trouxe-nos o seu rosto tão bem delineado para contar uma história com três cores ou "Three Colors Story". Não foram utilizadas, exata e unicamente, três cores mas delas foram buscar mais claras e mais escuras.


Quero com isso dizer que as três cores, das quais o título fala terem uma história, surgem em vários tons, exceto o vermelho que se mantém fiel. Assim, do cinzento buscou-se o preto, azul e branco e do camel criou-se o castanho e a cor neutra.


Como tal, não se usam padrões nem estampados mas, sim, linhas bem geométricas. A fazenda é utilizada em grandes quantidades e em peças de grandes dimensões, conjugadas com a , calças cigarette e camisas.


A parte do catálogo dedicada a calçado e acessórios tem como caras XiaomeNg Huang e Charon Cooijmans, ambas modelos não tão conhecidas internacionalmente, sendo que a primeira trabalha mais com revistas e a segunda já fez um trabalho para a marca H&M.


Quanto às malas, predominam as bolsas tipo saco, quer em formato retilíneo como em formato circular. Esta estação, nada de por malas ao ombro, até porque, as restantes têm uma alça curta, tornando-se impossível fazê-lo.


A pele de crocodilo (detesto!) é usada para revestir malas e alguns sapatos de salto kitten (odeio!) e em usuais saltos em bico. Quanto ao calçado, surgem, ainda, sapatilhas, botas, mormente, curtas e uns sapatos estilo masculino sem atacadores que foram substituídos por um largo elástico.


A Mango está a prever, pelo que parece, um Outono rigoroso e, por isso, deu-nos cachecóis e lenços em sarja muito volumétricos e com padrão escocês e pied-de-poule.


O espaço reservado à ginástica está também reservado a Karlina Caune, modelo nascida na Letónia que ocupa um lugar na lista da models.com das 50 melhores modelos.


O desporto, nesta estação, vai ser colorido de preto, cinza, bordeaux e rosa. As roupas da coleção, para além de serem bonitas, proporcionam liberdade de movimentos e têm bolsos e fechos ocultos para levar connosco o essencial. Gostei bastante do corta-vento com capuz com um corte bem rectilíneo que acaba por dar um toque mais fashion até ao ser usados com umas simples leggins e um top. O mesmo acontece com o colete acolchoado.



A rol de roupa interior é muito pequeno, com não mais de 10 peças, mas, nelas, há um predomínio de rendas e transparências. É a conhecida Anja Rubik que se veste/despe para a última parte do catálogo, reservado ao íntimo.

No catálogo integram-se outras sessões nomeadamente, a Mango Premium Limited Edition Collection com Anja Rubik e a Backyard Playground com Edita Vilkeviciute, já comentadas e expostas, anteriormente, no blogue.

Image Map

4 comentários :

  1. Adorei o primeiro registo. Fiquei com imensas peças debaixo de olho :)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Olá Olá, passei para te informar de que foste uma das nomeadas, por mim, para receber o Liebster Award!
    Para teres acesso a mais detalhes basta ires a este link »»http://aboemiacatita.blogspot.pt/2014/08/na-blogoesfera.html««
    Espero que te tenhas sentido bem com a nomeação e que gostes do conceito da mesma e do meu blogue!

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário e por visitar o Edição de Setembro.